quarta-feira, 10 de agosto de 2011

SALTO ALTO



Foto by Sandra Hasmann

Imagine a estrutura corporal da boneca Barbie: bumbum empinado, peito para frente, símbolos de uma postura imponente, elegante. Tudo porque a Barbie “nasceu” de salto alto. Já você, descendente direta do homem de Neanderthal - que dispensava o uso de calçados - sofre para ficar com uma postura de boneca sobre saltos que muitas vezes ultrapassam o limite do bom-senso.

“São dores da beleza”, justificam as mais vaidosas. E comparado ao ato de se depilar, sempre doloroso, usar salto alto tem uma grande vantagem: a gente se acostuma. Mas é do costume que vem o problema: se usado demasiadamente, o salto alto provoca uma mudança na musculatura, os músculos da parte de trás das pernas ficam mais curtos e os da frente, mais longos. E não é só isso: ele pode provocar danos à coluna (aumenta a lordose), dores no joelho, joanetes (mas a hereditariedade também ajuda), calosidades, tendinite, unhas encravadas (quando o modelo é de bico fino). Para quem já se acostumou com o salto alto, o desconforto vem na hora de calçar um sapato baixo. Irônico, não?

Então, devemos fazer um motim em prol da saúde e jogar todas as nossas sandálias, escarpins e botas no lixo? Não, o segredo é variar na altura. “Intercalar o uso de sapatos com saltos mais altos e mais baixos não acostuma a musculatura. O proibido nessa história é deixar que seus pés se acostumem a um tipo específico de salto”, diz a ortopedista Vera Lúcia Maia. “Se isso acontecer, cada vez que mudar a altura, a pessoa sentirá dor”, explica a médica.

UM MODELO DE CALÇADO

"Segundo um estudo realizado pela Unifesp, o salto mais recomendado para uso diário tem até 4 cm”, conta a reumatologista Evelin Goldenberg. A altura pode até ser boa, mas o formato ideal dos calçados nada tem de fashion: o sapato perfeito deve ser largo nos dedos e de preferência com bico quadrado. Quadrado também pode ser o salto, pois esse formato garante mais estabilidade.

Mas como não é tarefa fácil achar o modelo descrito acima, é sempre bom saber que o salto plataforma tem moral com os especialistas. “As plataformas, por terem o salto alto por toda a extensão da sola, conseguem fazer uma melhor distribuição do peso do corpo”, conta Evelin.

BOA NOTÍCIA

Cientistas da Unicamp descobriram a exceção da regra usar-salto-alto-faz-mal-à-saúde. Segundo pesquisa desenvolvida pelo cirurgião vascular João Potério Filho, o salto alto beneficia a circulação. A tese foi comprovada graças a um novo exame para medir pressão das veias das pernas. Através do exame – feito com mulheres usando saltos de 7 cm e 10 cm -, foi constatado que o uso de salto alto diminui a pressão nas veias, o que provoca uma melhor circulação do sangue. Resultado: além de deixar suas pernas mais poderosas, o salto alto impede que elas fiquem inchadas.

TENDÊNCIAS, ANATOMIA E UMA OBSERVAÇÃO

Já que a ordem é variar o salto alto – o que a gente adora, já que nada mais legal do que ter um bom motivo para usar um sapato diferente a cada dia – fizemos uma galeria com os sapatos mais lindos que apareceram nos desfiles de verão 2005 da São Paulo Fashion Week e do Fashion Rio. Na galeria, você encontra tendências e comentários sobre a anatomia dos sapatos. Mas antes que você se sinta “liberada” para subir de vez no salto alto, um recado de Evelin: "A elegância de uma mulher não está apenas no salto do sapato, mas sim no vestuário, na educação".

O QUE LEVAR EM CONTA NA HORA DE COMPRAR UM SAPATO NOVO

Não escolha o sapato pelo tamanho informado na sola. Priorize o conforto e o equilíbrio que o salto proporciona. Faça a compra no fim da tarde e à noite, quando seus pés estão mais largos.

Uma boa forma de avaliar se um calçado vai ficar confortável é, ao calçá-lo, verificar se sobram de 0,5 a 1,3 cm entre o dedo maior e o final do sapato; o calçado não deve ser de material duro.

Se o sapato não é confortável, então não compre seduzida pela beleza, esperando que ele laceie
Nem um pouco largo, nem um pouco apertado: é preciso que o sapato esteja confortável na loja.
Fonte: www.delas.com.br

4 comentários:

rosangelaSgoldoni disse...

Muito bom saber!

Mônica disse...

Sandra
E um prazer conhece-la. Adorei seu comentário. Muito obrigada. Voce ´que tem sensibilidade por ser pintora. Eu só tenho boas intençoes.
Aqui em casa tem muitos retratos antigos e tem um pintado de minha bisavó. Por Calmon Barreto de Araxá. Já ouviu falar dele?
Uma hora eu mostro.
com carinho Monica

Silenciosamente ouvindo... disse...

Concordo com o que escreveu sobre
sapatos.Bj/Irene

Sandra Hasmann disse...

Minhas queridas, grata por acompanharem meu blog, e, o mais importante: fazerem comentários.
Monica, gostaria imensamente de ver esse retrato. Adoro pintar retratos, sou fascinada por fotos antigas! Mande-me via email qualquer hora dessas.
Ro, Irene, um bj imenso p/ voces,

Na Paz do Senhor,

Sandra