terça-feira, 19 de fevereiro de 2013


2013: Ano Internacional da Cooperação pela Água

por Conceição Trucom - mctrucom@docelimao.com.br

Gestão Ambiental - Diário do Nordeste *

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) lançou, na segunda quinzena de dezembro 2012, a campanha "2013: Ano Internacional da Cooperação pela Água", destinada aos dias 22 de março e ao Ano Internacional da Água: 2013.

A iniciativa pretende alcançar cinco objetivos:

1. Conscientizar sobre a importância, os benefícios e os desafios da cooperação em questões relacionadas à água;

2. Gerar conhecimento e construir capacidades em prol da cooperação pela água;

3. Provocar ações concretas e inovadoras em prol da cooperação pela água;

4. Fomentar parcerias, diálogo e cooperação pela água como prioridades máximas, mesmo após 2013;

5. Fortalecer a cooperação internacional pela água para abrir caminho para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) defendidos por toda a comunidade que trata sobre água e atendendo às necessidades de todas as sociedades.

Definição

Em dezembro de 2010, a Assembleia Geral da ONU declarou 2013 como o Ano Internacional das Nações Unidas de Cooperação pela Água (Resolução A/RES/65/154). Na reflexão desta declaração, o próximo Dia Mundial da Água, em 22 de Março de 2013, também é deverá ser dedicado à cooperação pela água.

Ficou a cargo da Unesco a organização das atividades, por se tratar de organização multidisciplinar que combina as ciências naturais e sociais, educação, cultura e comunicação. Dada a natureza intrínseca da água como um elemento transversal e universal, o Ano Internacional de Cooperação pela Água naturalmente abraça e toca em todos esses aspectos.

O objetivo deste Ano Internacional é aumentar a conscientização, no potencial para uma maior cooperação, e sobre os desafios da gestão da água em função do aumento da demanda por acesso, distribuição e serviços.

O Ano vai destacar a história de iniciativas de cooperação de sucesso com o recurso, assim como identificar problemas envolvendo educação, diplomacia, gestão transfronteiriça, a cooperação de financiamento nacionais e/ou internacionais, quadros legais e as ligações com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Também é uma oportunidade para aproveitar a dinâmica criada na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio +20) e apoiar a formulação de novos objetivos que vão contribuir para o desenvolvimento dos recursos hídricos de forma verdadeiramente sustentável.

Fonte: http://www.watercooperation2013.org/

Um comentário:

KINHA disse...

Olá Sandra

Vim agradecer e retribuir a sua visita, obrigada.
Ótima 4º feira...

AMIGA da MODA by Kinha